Páginas

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Explicação sem pé nem cabeça




Perco textos. Minha paixão pela internet é tamanha, que até atualizar o blog com textos que já estão prontos se torna sacrifício. Sim, a primeira parte da frase foi uma ironia. Vou dar um exemplo: um trecho de um texto em que comecei a falar de André. Qual André? Sim.. aqueeele que você já esqueceu, daqueeela última novela das nove que você também já se esqueceu, Insensato alguma coisa. Tava lá o coitado do texto, solitário, numa pasta de nome nem um pouco explicativo. Acho que se chamava ‘Novos XV” como as outras 14 subpastas da pasta “Blog”. Por isso, havia me esquecido de sua existência.


“Enfim, nas minhas férias, pude assistir novela. Nas férias de julho. Tipo, quatrocentos anos atrás. E tive saudade do tempo em que podia assistir novelas. Me lembrei então que Pedro de Marina era um chato, um bebê chorão. Chegava a ser insuportável de tão politicamente correto. Com aquela cara pseudo-brava de quem começou carreira atuando em Malhação, Pedro trancava os dentes e a oportunidade de arriscar, de fazer algo mais que o conveniente. Tudo bem que o moço sofreu um acidente, ficou impotente, numa cadeira de rodas, matou a ex noiva, tava sendo processado, tinha um irmão ladrão e acabou com as finanças do pai, mas isso não justifica minha ojeriza pelo personagem. Ele era um chato desde que batia em bandidos e salvava aviões os quais nunca havia pilotado na vida. Mas enfim, não estamos aqui pra falar de Pedro. Estamos aqui pra falar de quem movimenta a trama (sem trocadilhos): André Gurgel".

Bem, na verdade, estávamos aqui pra falar. Além dos textos, perco também o rumo que eles tomavam quando comecei a escrevê-los, por isso fiquem apenas com a amostra de uma crítica mal acabada de uma novela já falecida. Completo apenas dizendo que nem gosto de André mais. Sinto falta apenas de Bibi. Essa sim era a mais sensata daquela novela e defendê-la-ei eternamente.

Enfim, gente.. sem propósito este texto, até aqui. Peguei esta bobagem num dos meus words sem pé nem cabeça só pra quebrar o gelo e me desculpar pela inércia do blog. Estou envolvida em alguns projetos da universidade, dentre eles o Jornal de Ciência e tecnologia, e por isso não posso divulgar os textos aqui no Acorda-amor, pelo menos por enquanto. Além do tempo que não ta muito. 

Vou esperar as coisas se ajeitarem e trago mais notícias. Ou mais textos, quem sabe...

Obrigada por quem continua visitando o blog :)

Beeijos


4 comentários:

  1. Eu não gosto de novela. Já basta minha ver uma com todas as emoções. beijos

    ResponderExcluir
  2. Existe toda uma crítica envolvendo novelas e a má influência da comunicação midiática em geral. Mesmo assim continuo assistindo novelas quando posso e quando me envolvo na trama, como forma de entretenimento e por que não de conhecimento? Como tudo nessa vida, dá pra extrair algo de bom. Se não for cultura, que seja a possibilidade de um descanso depois de um dia conturbado, e cheio de emoçòes. hauhaua

    Brigada pelo comentário :)

    ResponderExcluir
  3. Luisa Barroso Mourão9 de setembro de 2011 19:31

    Ei Daw!
    Só pra voce saber que ainda acompanho seu blog! Confesso que nao com a mesma frequencia de tempos que parecem longiquos pelos mesmos motivos que os teus: faculdade e falta de tempo, basicamente. Mas sempre que posso faço uma visitinha, ta?
    Beeeijo

    ResponderExcluir
  4. Luluuuca, que bom saber disso, menina! Comentários como o seu me dão mais ânimo para continuar postando. E sei como é faculdade, por isso te perdoo. hauhahua

    Beeijo

    ResponderExcluir

Caso você não tenha um blog ou qualquer outra conta, marque a opção ANÔNIMO em Comentar como, logo abaixo do quadro onde você escreverá seu comentário.

Deixe aqui a sua opinião. Ela é importante pra mim =D